Clube Cotia

Quem gosta de tranquilidade e ao mesmo tempo de diversão, pode
ir ao Clube de Campo Cotia usufruir de seus 200mil m²...

Veja detalhes...

Colônia de Férias

O Sindicato dos Empregados no Comércio de Franco da Rocha e Região (SECFR) firmou uma parceria com o Sindicato...

Veja detalhes...

Alpes Cantareira

Por apenas R$ 10,00 por pessoa, você e sua família irão desfrutar de muito verde e natureza. São 250.000 m²...

Veja detalhes...

Fale conosco

Sede: 
Rua sé Augusto Moreira 145, Centro,
Franco da Rocha - São Paulo

Informações e Dúvidas:
(11) 4819-9379 / 4444-7851
/ 4444-7857 / 4443-8783 

A produção de petróleo e gás natural nos campos do pré-sal totalizou 1,763 milhão de barris de óleo equivalente por dia em fevereiro, registrando crescimento de 2,3% em relação a janeiro e atingindo um novo recorde de produção na região.

 

 

Os dados foram divulgados hoje (2), no Rio de Janeiro, pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Eles indicam que a produção dos campos do pré-sal já responde por mais da metade de todo o petróleo e o gás natural extraídos nas bacias sedimentares do país, com 53,3% da produção nacional.

 

Segundo a ANP, a produção de petróleo atingiu 1,408 milhão de barris por dia, havendo, ainda, 56 milhões de metros cúbicos diários de gás natural por meio de 83 poços produtores. O recorde anterior de produção nos campos do pré-sal era de 1,723 milhão de óleo equivalente (petróleo e gás natural, resultado obtido em janeiro deste ano).

 

Produção nacional

 

Os dados divulgados pela ANP indicam que a produção de petróleo nos campos nacionais somou em fevereiro 2,617 milhões de barris de óleo equivalente por dia, um aumento de 0,1% na comparação com janeiro, mas uma queda de 2,2%, se comparada com fevereiro de 2017.

 

Já a produção de gás natural totalizou 110 milhões de m³ por dia. Houve uma queda de 2,3% na comparação com o mês anterior, mas neste caso um aumento de 3%, se comparado com o mesmo mês de 2017.

 

Aproveitamento de gás natural

 

O estudo da ANP indica que o país vem queimando cada vez menos gás natural e consequentemente aumentando o aproveitamento do produto no mercado interno e também o volume disponibilizado.

 

Os números mostram, também, que o aproveitamento de gás natural no Brasil em fevereiro alcançou 96,7% do volume total produzido, tendo sido disponibilizados ao mercado 60,5 milhões de metros cúbicos por dia.

 

A queima de gás somou 3,6 milhões de metros cúbicos por dia, uma redução de 10,5% se comparada a janeiro e de 9% em relação ao mesmo mês em 2017.

 

Campos produtores

 

O campo de Lula, na Bacia de Santos, continua sendo o de maior produção de petróleo e gás natural do país, com uma média de 850 mil barris de petróleo por dia e outros 36,2 milhões de metros cúbicos diários (m3/d) de gás natural.

 

Ainda no Campo de Lula, a FPSO Cidade de Saquarema (unidade flutuante de produção, armazenamento e transferência de petróleo e gás natural) foi a instalação com maior produção de petróleo, tendo extraído em fevereiro 150,3 mil barris de petróleo por dia por meio de sete poços a ela interligados.

 

Os campos marítimos responderam por 95,5% do petróleo produzido e por 83,5% do gás natural. A produção nacional se deu a partir de 7.698 poços, sendo 704 marítimos e 6.994 terrestres. Já os campos operados pela Petrobras produziram 93,9% de todo o petróleo e gás natural extraído nos campos nacionais.

 

Os dados de produção de fevereiro estão disponíveis na página do Boletim Mensal da Produção de Petróleo e Gás Natural da ANP.

 

Fonte: Agência Brasil

Categorizado em: Geral

Nosso País

"O país que não preserva os seus valores culturais jamais verá a imagem de sua própria alma."

Autor: Chopin, compositor

Revoluções

"Revoluções são impossíveis. Até que se tornem inevitáveis."

Autor: Leon Trotsky

Inteligência

"A inteligência é uma espécie de paladar que nos dá a capacidade de saborear ideias."

Autor: Susan Sontag, escritora